Arquivo

Archive for março \31\UTC 2010

Do the Daft

Confesso que hoje passei o dia brincando com isso.

Quem conhece Daft Punk, vai gostar. A brincadeira consiste em montar a música programando no seu teclado as palavas  ou frases usadas na original, tudo isso usando o bg da musica, e você ainda pode escolher entre duas “tecnology ” e “harder, faster, better, stronger”.

Enfim, confere lá

http://www.dothedaft.com/

e se não gostou vai pro caralho.

Cartazes de Star Wars estilo segunda guerra

O site comic book movie divulgou recentemente uma coleção de cartazes de Star Wars em estilo retrô tipo aqueles da segunda guerra mundial que povoavam seus livros de história e faziam você perder tempo olhando pra eles e não prestar atenção na aula.

enfim, vejam ai e se não gostar vai…

Tim Burton

Hoje vou seguir uma linha um pouco diferente aqui. Um amigo me passou varias coisinhas legais que andam rolando o que eu achei legal vou postar.

Primeiro de tudo tenho que soltar um pouco do meu descontentamento com o mundo como já é de costume.

Enfim, Tim burton está preparando um “novo” filme, ele vai adaptar um antigo conto de fadas e deixar ele mais sombrio. Quanta originalidade sr. Burton.

A bola da vez agora é Bela Adormecida, no entanto ao que tudo indica a história será focada na bruxa que faz a pobre coitada empacotar adormecer.

O longa batizado e Malévola ainda não tem estréia prevista, mas não deve acontecer antes de 2012 (e talvez se passar do dia 21 de dezembro nunca aconteça) uma vez que o diretor se encontra encabeçando outros projetos.

De fato essa história serviu para alguma coisa lembrei desse video que eu vi uns dias atras. Fãs de Tim Burton a verdade é dura…

Sandman

Ha 22 anos, o mundo das HQs conhecia um novo personagem que veio a se tornar um dos mais conhecidos do selo Vertigo, Sandman.

Quando Neil Gaiman comçou a escrever Sandman, a Vetigo ainda não existia e Lord Morpheus fazia parte do Universo DC, o que proporcionou algumas coisas um tanto inusitadas, como seu encontro com o Caçador de Marte, porém muito interessantes.

Não tenho muito que comentar sobre o senhor dos sonhos pois ainda não terminei de ler a saga toda, alias fiquei feliz de saber que a panini vai lançar um encadernado de luxo em 4 volumes com toda a história.

Enfim fiz esse wallpaper em homenagem a ele e se alguem gostar pega ai.

Se não gostou se entenda com o divino.

Sonata ao Luar

É, fiz esse ai pra usar de wallpaper e quem gostar pega ai, enfim a inspiração vei do bom e velho Ludwig Van.

Escutem que vale a pena.

Gostou?

Algo sobre o Twitter

O maior obituário do mundo, o twitter, perderá nessa terça feira uma de suas maior fontes de conteúdo no Brasil, o BBB.

Quem tem conta nesse maravilhoso microblog sabe que durante a semana os assuntos mais comentados no TTBr, ou Trending Topics Brasil, são os impropérios de Pedro Bial e sua patotinha.

Como se assistir pessoas presas em uma casa não fosse bom o suficiente os telespectadores passam boa parte de seu dia comentando este glorioso programa no site do passarinho azul, e é nessas horas que eu paro pra pensar: Qual a relevância do TTBr?

Eu mesmo respondo. Nenhuma. Todos os “principais tópicos discutidos no Brasil” são besteiras, principalmente porque a maioria dos twits realcionados às hashtags em destaque nem comentam o fato e só estão marcados ela para o autor ter seus 5 segundos de fama na busca do assunto.

Enfim, o brasileiro tem esse ótimo costume de desvirtuar qualquer boa idéia, tá ai a wikipédia BR que não me deixa mentir.

não gostou? já sabe né?

Algo Sobre Quadrinhos

Eu conheço gente que leu “O Cavaleiro das Trevas” e achou uma merda e a essa hora você, incauto leitor, está escandalizado pensando “como assim? essa é uma das melhores HQs de todos os tempos”. Ai eu te digo mais, conheço gente que não gosta de Watchmen. Se depois dessa você continuou lendo eu explico.

Confesso que eu mesmo quando li a obra de Frank Miller pela primeira vez, não entendi qual era todo o alarde em cima dela, eu achei legal, bem pensado, mas porque todo esse frisson em cima de O Cavaleiro das Trevas? Devo dizer que eu me perguntava isso porque essa foi a segunda ou terceira HQ que eu li a sério, até então meu contato com histórias em quadrinhos se resumia à turma da mônica.

O tempo foi passado e eu fui lendo outras HQs, achei que existiam outras revistas melhores que Dark Knight, como Preacher, Sandman e, pra falar ainda de Batman, O Longo dia das Bruxas.

Acho que foi mais ou menos um ano depois que comprei um encadernado da Panini com as histórias de Ras Al Ghul, quase todas elas de Denis O’ Neil e Neal Adams.

Ao ler essas histórias é que eu me dei conta: Puta era isso que o Batman era pra essas pessoas na década de 70.

Me deparei com um herói meio brincalhão, mais de bom humor e sempre com um plano mirabolante na manga, algo que em parte lembrava aquele seriado antigo com Adam West.

Não que sejam ruins, pelo contrario, são bem interessantes, mas nelas falta algo do Batman que Conhecemos hoje, algo que foi justamente Frank Miller que acrescentou em Dark Knight.

Enfim, se você gosta de quadrinhos hoje pode até achar que Cavaleiro das Trevas não é la tudo aquilo que você esperava, mas pense que em 1986 aquilo nunca tinha sido feito, ninguem nunca tinha visto um super heroi caido de seu pedestal, com conflitos existenciais e acima de tudo sombrio, muito sombrio. Então se hoje você lê 100 balas, esclapo, ou qualquer outra série da Vertigo agradeça ao tio Frank.

No mesmo ano saiu Watchmen que veio reforçar essa idéia, mas isso é outra história.

Se eu tiver paciência depois faço uma resenha de verdade sobre Cavaleiro das Trevas, mas ninguem vai ler mesmo.

E lembrem-se sempre, se não gostou vai pro caralho!